domingo, 31 de outubro de 2010

Hoje pode ser dia de cinema

Tamara Drewe




Sinopse
A história de uma jovem mulher, uma jornalista sexy e divertida. Quando a mãe morre, deixa-lhe a casa na aldeia em que cresceu, o que a obriga a voltar e a reencontrar o seu passado. A vida na aldeia é profundamente abalada com a sua chegada. Tamara era um patinho feio, mas soube reinventar-se e transformar-se numa mulher fatal (com uma pequena ajuda da cirurgia plástica). Os locais mal a reconhecem e à medida que espalha à sua volta um rasto de inveja, Andy, um antigo namorado tenta reencontrar a centelha que já existiu entre os dois. Mas Tamara, apesar de ser uma rapariga moderna, independente e cheia de ambição, continua a ser uma mulher vulnerável. «sapocinema»

Bom domingo, boas notícias e bons filmes.

sábado, 30 de outubro de 2010

Sendo sábado, temos música.



Hoje acordei com este País no pensamento.
Vamos então até ao Chile através destas vozes, na bela composição de Violeta Parra.

Bom sábado, boas notícias e boa música.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me dio dos luceros, que cuando los abro,
Perfecto distingo lo negro del blanco
Y en el alto cielo su fondo estrellado
Y en las multitudes el hombre que yo amo.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado el oído que en todo su ancho
Graba noche y día, grillos y canarios,
Martillos, turbinas, ladridos, chubascos,
Y la voz tan tierna de mi bien amado.

Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado el sonido y el abecedario;
Con el las palabras que pienso y declaro:
Madre, amigo, hermano, y luz alumbrando
La ruta del alma del que estoy amando.


Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me dio el corazón que agita su marco
Cuando miro el fruto del cerebro humano,
Cuando miro al bueno tan lejos del malo,
Cuando miro al fondo de tus ojos claros.


Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado la marcha de mis pies cansados;
Con ellos anduve ciudades y charcos,
Playas y desiertos, montañas y llanos,
Y la casa tuya, tu calle y tu patio.


Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado la risa y me ha dado el llanto.
Así yo distingo dicha de quebranto,
Los dos materiales que forman mi canto,
Y el canto de todos que es mi propio canto.
Y el canto de ustedes que es mi mismo canto,


Gracias a la vida.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A novela do tango...





 
(Foto: Eric Feferberg/AFP)


Ontem, quando ao fim do dia em Bruxelas, José Sócrates anunciava que o Governo ia apresentar na mesa das negociações, uma nova proposta de orçamento ao PSD, alguma pessoas interrogavam-se sobre o seguinte: o que teria feito mudar Sócrates de comportamento? Teria enjoado durante a viagem na reflexão das sondagens? Teria ficado maldisposto ao almoço com as pressões dos "barões" do seu partido? Ou teria sido obrigado a mudar por alguma personagem da fotografia?
Até este momento ainda não se sabe. Contudo, a opinião do Ponta Esquerda é que tudo isto não passa de uma novela com fraca realização técnica mas, com custos muito elevados, com um argumento já muito visto e, com um final previsto desde o primeiro episódio.


quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Os lucros.

O lucro ajustado da Galp Energia subiu 48 por cento nos nove primeiros meses do ano, para 266 milhões de euros, face a período homólogo de 2009, indicou hoje a empresa.
(...)
Nas contas hoje apresentadas, a Galp indicou ainda que os resultados antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBIDTA) ajustados cresceram 41,1 por cento, para 677 milhões de euros. «Público»

Andamos todos nós com esta "canga" dos sacrifícios e depois temos notícias destas. 
Seria tempo dos jornais publicarem - em nome da consciência social, - para que bolsos foram encaminhados esses anunciados  lucros. Porque para a maioria dos portugueses o que está previsto é aumentos de impostos, transportes mais caros, subida do custo de vida, vencimentos mais baixos e reformas mais curtas.
Ao fim e ao cabo, andamos  a fazer sacrifícios para criar este tipo de riqueza, que pelos vistos, não tem retorno no País.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

187 a 2

A Assembleia-Geral da ONU condenou  ontem o embargo económico e comercial a Cuba.

O embargo imposto a Cuba e ao seu Povo pelos Estados Unidos em 1962, que tanto prejuízo tem provocado no desenvolvimento económico naquele País, foi  uma vez mais condenado pela esmagadora maioria dos países presentes naquela organização. A resolução a pedir o fim do embargo teve a seguinte votação: dos 192 países; 187 membros votaram a favor, dois contra (EUA e Israel) e três abstiveram-se (Ilhas Marshall,Palau e Micronésia).

Veremos no futuro, até onde vai chegar o respeito pelos EUA na votação democrática da Assembleia-Geral da ONU.


Na hora

Cavaco Silva veio ontem na hora marcada por um dos seus porta-voz e Conselheiro de Estado, num programa de televisão,dizer aos portugueses - para além do mais - que, se candidatava porque é bom naquilo que faz; porque só vai gastar metade do dinheiro na campanha, e, não vai utilizar cartazes. O que ficou por dizer, foi quantos jornais e canais de televisão vão estar ao seu serviço e, quantas horas de emissão nesses mesmos canais vão ser utilizadas em beneficio da sua candidatura, fazendo campanha nas funções de Presidente e nas funções de candidato. Isso de facto ficou por esclarecer.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Mais do mesmo

Ao que se comenta hoje por aí na comunicação social, o Ministério das Finanças anda a tratar de mandar aplicar uma subida nos transportes públicos para o próximo ano de 5%, valor este, muito acima do valor da inflação previsto.
Ora aqui está mais uma excelente medida ( a ser aplicada), para ajudar a agravar a economia portuguesa e a contribuir ainda mais para dificultar a vida de quem vai precisar de ir trabalhar,  de  se  transportar diariamente das suas casas para os empregos quando nas suas carteiras apenas vai ficando - dia após dia - as contas para pagar e a  ficha plástica dos carros do super mercado. Mas, também esta, a ficar já com muito pouca aplicação.
Não é este o caminho que temos que percorrer. O caminho, terá que ser feito no sentido do rigor e do desenvolvimento e  não no da recessão e decadência.
Para que assim seja, é urgente mudar de políticas e de pessoas nos destinos do País. Vamos todos  ter oportunidade de contribuir para isso.
Participando empenhadamente,  no próximo dia 24 de Novembro  na Greve Geral  e  nas próximas eleições fazendo a escolha certa (votando no candidato que defende os interesses do povo),  para que seja dado um  novo rumo á nossa sociedade.
Façam o favor de serem proactivos!



O Sr. Bastonário e os Senhores Juízes.



O bastonário da Ordem dos Advogados diz que os juízes portugueses fazem "uma espécie de chantagem política permanente", considerando que têm "privilégios escandalosos à luz da realidade económica do país".

"Estão permanentemente a pôr processos, a inventar processos, a prolongar artificialmente a duração de processos para terem os políticos reféns das suas reivindicações, das suas exigências. Uma espécie de chantagem política permanente", disse à Agência Lusa António Marinho Pinto, comentando um relatório do Conselho da Europa. «JN»

Com toda a frontalidade que lhe é reconhecida e, não concordando muitas vezes com a oportunidade  do seu  discurso, é difícil também, não se estar de acordo com  Marinho Pinto, sobre o estado actual da justiça no nosso País.

domingo, 24 de outubro de 2010

Hoje pode ser dia de cinema

Mistérios de Lisboa





Adaptação do romance de Camilo Castelo Branco por Raúl Ruiz, numa história repleta de paixões, duelos, perigos mortais e negócios tenebrosos em atribulada viagem por Portugal, França, Itália e Brasil. «sapocinema»

Bom domingo e bons filmes.

sábado, 23 de outubro de 2010

Os asquerosos

Ainda há quem no momento da agonia pense - a todo o custo - voltar a 24 de Abril.
Estaremos vigilantes contra aqueles que não cabem na democracia.

Sendo sábado, temos música.

Hoje vamos dar uma voltinha por Lisboa
na conmpanhia do Jorge Palma.



Os serões habituais
As conversas sempre iguais
Os horóscopos, os signos e ascendentes
Mais a vida da outra sussurrada entre os dentes
Os convites nos olhos embriagados
Os encontros de novo adiados
Nos ouvidos cansados ecoa
A canção de lisboa

Não está só a solidão
Há tristeza e compaixão
Quando sono acalma os corpos agitados
Pela noite atirados contra colções errados
Há o silêncio de quem não ri nem chora
Há divórcio entre o dentro e o fora
E há quem diga que nunca foi boa
A canção de lisboa

Mamã, mamã
Onde estás tu mamã
Nós sem ti não sabemos mamã
Libertar-nos do mal

A urgência de agarrar
Qualquer coisa para mostrar
Que afinal nos também temos mão na vida
Mesmo que seja a custa de a vivermos fingida
O estatuto para impressionar o mundo
Não precisa de ser mais profundo
Que o marasmo que nos atordoa
Ó canção de lisboa

As vielas de néon
As guitarras já sem som
Vão mantendo viva a tradição da fome
Que a memória deturpa e o orgulho consome
Entre o orgasmo e a gruta ainda fria
O abandonado da carne vazia
Cada um no seu canto entoa
A canção de lisboa

Bom sábado, boas notícias e boa música.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Novos horários nos hipermercados

Auchan e Sonae aproveitam  a nova lei para abrir as cadeias de retalho  já este domingo. Sonae lança campanha  de desconto de 10% em cartão Continente para assinalar a alteração do horário.
(...)
Uma medida contestada pela União das Associações do Comércio e Serviços, que lembra um estudo realizado pela Universidade Católica que conclui que por cada posto de trabalho criado nas grandes superfícies são destruídos quatro empregos no pequeno comércio. "Temos grandes dúvidas sobre a criação de emprego. Os hiper hoje funcionam das 10 às 22 ou 23 horas, mas têm um período morto até às 19 horas. Se tiverem três turnos, podem transferir um para o domingo e reduzir o número de caixas a funcionar durante semana no período morto", diz Vasco de Mello. «DN»

O argumento de que esta medida irá criar mais postos de trabalho, parece só convencer os patrões das grandes superfícies comerciais. Penso também, que ninguém deixa de comer "batatas" em casa, pelo facto do hiper estar fechado ao domingo.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

SCUTs

...
O diário "El Mundo" escreveu que Portugal implementou "a portagem mais cara e caótica do Mundo" e a "forma de pagamento é tão complicada que a maioria dos condutores, por ignorância ou por desrespeito, não efectuaram o pagamento no primeiro dia de funcionamento". «JN»

- Um esforço de 20 anos a criar boas relações comerciais entre o norte de Portugal e a Galiza,  deitado fora por este Governo com esta política do "chip".

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Mais do mesmo

RTPN contrata Paulo Rangel e Correia de Campos.

Vamos continuar a ter - também na RTPN - no comentário político das televisões o mesmo de sempre. O centrão mais o centrão e por fim o centrão.

Até parece que os portugueses não estão já com os ouvidos e tudo o mais, cheios de conversa neoliberal.

Será que as televisões não sabem que a sociedade portuguesa não é constituída apenas por estas... tendências políticas?? Ou, estão a fazer o trabalho político para alguém, em vez de esclarecer os telespectadores como seria a sua obrigação?

Gato escondido com rabo de fora

A Câmara de Lisboa gastou afinal 228 mil euros com a visita do Papa Bento XVI, em Maio passado, apesar de todas as declarações do presidente da autarquia e de responsáveis da Igreja sempre terem ido no sentido de não haver dinheiros públicos envolvidos na missa campal do Terreiro do PaçoPúblico»
Há dias no café  um jovem dizia: "Sempre que vejo um responsável político do PS na televisão a falar, penso sempre que estou a assistir a um concurso de mentiras. Hoje dizem uma coisa, amanhã o seu contrário". 
Será que aquele jovem está certo...??

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Post para encher chouriços.



Como nem só de pão vive o homem, aqui fica este video da Shakira para ficar em forma, neste fim de tarde.
Amanhã será outro dia!

No lado da despesa

Seminários e publicidade vão custar mais seis milhões

Algumas rubricas da despesa corrente continuam a crescer, apesar da anunciada contenção orçamental. Sindicatos dizem que estes são exemplos de que há mais onde cortar sem ser nos salários. «DN»

Será que o Governo vai ouvir os sindicatos e agir em conformidade?

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Onde este país chegou.

Funcionários da Câmara de Elvas vão ter de repor aumentos salariais

A Câmara Municipal de Elvas anulou os aumentos salariais efectuados no ano passado, exigindo a devolução do dinheiro, e os concursos para novas contratações, o que no total abrange 220 trabalhadores.
O vice-presidente do município, Nuno Mocinha, explicou à Agência Lusa que os 160 funcionários da autarquia que foram aumentados, em 2009, no âmbito dos reposicionamentos salariais, têm agora de devolver o dinheiro que receberam nos aumentos. «JN»

Recandidatura

Só faltou ser anunciado a cor das peúgas, do fato e da gravata. O resto estava lá tudo.

domingo, 17 de outubro de 2010

As contas

Uma vez mais aí temos um (OE) que em nada vai ajudar os portugueses e Portugal.
Os portugueses com menos dinheiro - por via do congelamento de salários e subida de impostos - e com os produtos mais caros, ficarão na sua grande maioria muito mais pobres. Por outro lado o país, com estas políticas, ficará com a sua economia cada vez mais "doente" e  mais dependente do exterior onde todos os dias lhe apertam o garrote da dívida.
Os próximos tempos não vão ser fáceis, já muita gente o disse. Mas, a pesar de muitos de nós  termos de içar novamente as bandeiras pretas em sinal de fome, há uma coisa que os portugueses não vão esquecer que é o património das lutas e essas vão ter inicio já no próximo dia 24 de Novembro com a Greve Geral marcada pelas Centrais Sindicais. Outras lutas certamente se seguirão, porque a história de um povo faz-se também com o povo a lutar pela sua dignidade e pelas suas justas reivindicações.  Ninguém de bom senso viverá bem, quando passa na rua e vê  os seus vizinhos num estado lamentável de pobreza,enquanto meia dúzia neste país, está a viver à tripa-forra. Por isso, os próximos tempos terão que ser de luta  para a grande maioria dos portugueses.

sábado, 16 de outubro de 2010

Sendo sábado, temos música.



Tejo Que Levas As Águas
Adriano Correia de Oliveira

Tejo que levas as águas
correndo de par em par
lava a cidade de mágoas
leva as mágoas para o mar

Lava-a de crimes espantos
de roubos, fomes, terrores,
lava a cidade de quantos
do ódio fingem amores

Leva nas águas as grades
de aço e silêncio forjadas
deixa soltar-se a verdade
das bocas amordaçadas

Lava bancos e empresas
dos comedores de dinheiro
que dos salários de tristeza
arrecadam lucro inteiro

Lava palácios vivendas
casebres bairros da lata
leva negócios e rendas
que a uns farta e a outros mata

Tejo que levas as águas
correndo de par em par
lava a cidade de mágoas
leva as mágoas para o mar

Lava avenidas de vícios
vielas de amores venais
lava albergues e hospícios
cadeias e hospitais

Afoga empenhos favores
vãs glórias, ocas palmas
leva o poder dos senhores
que compram corpos e almas

Leva nas águas as grades
...

Das camas de amor comprado
desata abraços de lodo
rostos corpos destroçados
lava-os com sal e iodo

Tejo que levas nas águas

Hoje prestamos aqui uma pequena homenagem a Adriano Correia de Oliveira, no dia (16 de Outubro) em que nos deixou.
Bom sábado e boa música.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

24 de Novembro



Que ninguém fique fora deste barco!!
A luta é de todos...

IRS

Este é o verdadeiro conceito de justiça social deste Governo que, diz ser  socialista e de esquerda. Quem quiser que acredite.  Eu, há já muitos anos que entendo que não é assim.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Do Governo

Quando alguém questiona o Governo com questões concretas, diz-se que é inconveniente, corta-se-lhe o pio.
Aqui a modalidade foi outra, arranja-se mais  um "apagão" e o assunto fica... Fica assim!.

Dúvidas

As autoridades brasileiras descobrem que aqui há coisa...!

O acerto dos búzios

Ontem, era dado a conhecer por todos os noticiários, de que no momento em que se rezava em Fátima para  os partidos (PS e PSD), se entenderem, caminhava para o gabinete de Passos Coelho uma delegação de banqueiros, com a finalidade de tentar convencer o PSD a fazer passar o orçamento na Assembleia da República.
Das diligências que o Ponta Esquerda fez no sentido de perceber quais os compromissos ali assumidos, apenas ficamos a saber que lá dentro - naquele encontro - se falou de negócios passados, presentes e futuros, e a mesa onde se encontrava o chá de camomila, o vinho do porto, as queijadas de Sintra e as garrafas de água, tinha ficado vazia.
Assim sendo, resolvi ir ali ao nº 39 Cave Dta. à velha do búzios para saber o que estes diziam. Chegado lá e dito ao que ia, a velha olhou para mim e disse: de há três meses para cá não faço outro trabalho se não esse e o resultado tem sido sempre o mesmo; vamos ver o que dizem hoje os búzios.
Em seguida meteu tudo no lenço, deu-lhe três nós e atirou aquela cangalhada ao ar. No fim, desatou os nós olhou fixamente para mim e disse: como vê...! vamos ter orçamento!! Os búzios ficaram todos virados como habitualmente para o Ocidente. Verifiquei que os búzios estavam de facto todos virados para o mesmo lado.
Paguei e despedi-me da senhora. Quando já estava na pastelaria ao lado,a beber o café com um pastelito-de-nata e a tentar refazer-me daquele encontro, dou comigo a pensar que este trabalho do búzios nos últimos três meses  (como referiu a velha), deverá certamente, ter sido durante toda a sua história o mais fácil  que eles tiveram para acertar. 

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Eleições no Brasil


Hoje coloco aqui (para quem não teve oportunidade de seguir), algumas propostas políticas de Dilma Rousseff que segundo tudo indica, o povo brasileiro irá colocar pela primeira vez na sua história, uma mulher no Palácio do Planalto à frente dos destinos do Brasil.

 

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Debate

Os três ex-chefes de Estado são unânimes quanto ao futuro do país : os dois maiores partidos políticos - PS e PSD - devem chegar a acordo quanto ao Orçamento do Estado para 2011 (que entra esta semana no Parlamento), sob pena de a crise económica se agudizar. «JN»
Há uma pergunta que eu não vejo ninguém fazer, mas que a mim me causa alguma admiração porque  não será feita!, que é a seguinte: Porque será que o acordo partidário terá que ser feito ( ainda que à martelada...),   só por aqueles dois partidos no seio da Assembleia da República? Os outros partidos não contam na política nacional?
Depois,- utilizando uma frase já muito batida de outros tempo - não haverá mais vida para além do orçamento?
Como será depois do orçamento aprovado, a nossa vida melhora ou piora? No meu entendimento esta gente do centrão que, há mais de trinta anos conduz a política no nosso país, já deu mostra de ao que vem. É tempo de, com orçamento ou sem ele,  mudar de rumo,  percorrer outro caminho, arejar aqueles Ministérios. Por lá gente  que seja capaz de fazer uma política de verdade e a favor dos mais desprotegidos.


segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Preço dos combustíveis

...
O presidente da Anarec realçou ainda que a situação dos preços dos combustíveis deverá agravar-se ainda mais a partir de Janeiro, caso o Orçamento do Estado para 2011 seja aprovado e entre em vigor a subida do IVA para 23%. "O mais provável é que os revendedores não tenham condições para absorver a subida do IVA", alertou, adiantando que "isto significa que o aumento será reflectido nos preços finais praticados e sentido pelos consumidores"DN»

O que este senhor da Anarec diz, é o óbvio! É aquilo que muita gente neste país anda a dizer aos senhores do Governo mas que pelos visto pouco conta para eles.
Com a confusão que nos últimos dias se instalou nos opinantes de serviço e manda-recados dos partidos de direita (uns a dizer que o orçamento deve passar outros a dizer o contrário), veremos como irão ser as votações no Parlamento sobre o Orçamento do Estado para 2011  e, as respectivas consequências que tudo isto vai ter ao nível de Governo e do do país.

domingo, 10 de outubro de 2010

Hoje pode ser dia de cinema

Ano: 2009
M12
Drama Duração: 110m

LOLA





Sinopse
Duas avós lidam com as consequências de um crime que envolve os seus respectivos netos - um é vítima, o outro suspeito. Frágeis e sem posses, terão de conseguir dinheiro para o enterro de um e para a fiança do outro. Tudo por amor aos netos. «Sapo-cinema»

Um bom domingo para todos e se possível com bons filmes.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Emoções

Logo ao inicio da noite o país do futebol vai parar, para concentrar-se naquele que será um dos jogos decisivos no apuramento de Portugal para o Europeu de 2012.
Este jogo que será disputado no Estádio do Dragão frente à equipa da Dinamarca, vai ter varios motivos de interesse e muita emotividade à mistura por se tratar de um encontro entre duas equipas que, nas últimas vezes que se encontraram, os resultados não foram favoráveis a Portugal. Em Lisboa, o resultado foi de (3-2) a favor da Dinamarca e (1-1) em Copenhaga obrigando Portugal a ir ao play-off com a Bósnia para chegar à África do Sul.
 Outro motivo de interesse será saber como vai o Paulo Bento colocar a equipa a jogar e, como vão os jogadores dentro de campo interpretar e reagir às novas idéias e maneiras de abordar o jogo, transmitidas pelo seu treinador.
O que todos desejamos para logo à noite, é que seja um bom jogo de futebol - bem disputado, com garra e determinação pelos  jogadores - e  no fim dos noventa minutos, o resultado seja de uma vitória para Portugal.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Surf








A "elite" do surf Mundial instala-se em Peniche a partir de 7 de Outubro.

Se estiver por perto aproveite para refrescar a vista.

Segundo informa o Diário de Leiria, os primeiros cinco dias são dedicados à competição feminina.

Enxurrada de lama vermelha tóxica

São grandes as preocupações com a rutura do depósito de lamas tóxicas ontem na Hungria.
Os técnicos teme que essas lamas cheguem a entrar no rio Danúbio e haja consequentemente mais países afectados.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

As nossas contas

Ainda não estamos completamente dentro do famigerado PEC III e já andamos a chegar à conclusão de que os descontos não chegam para as despesas sociais. Como será depois, com o desemprego - como tudo indica - infelizmente a aumentar? Como o governo não vai ter a coragem política, arte e engenho para alterar este estado de coisas, terá que fazer a mala e partir, sendo que, antes deverão ser julgados (o Governo e os seus aliados PSD/CDS) pela má governação e o estado ruinoso em que deixaram cair o país.
Ficando por isso, os vindouros com um "fardo" enorme de encargos para resolver, para os quais não contribuíram eles nem a maioria do povo, mas sim os amigos do arco da governação que, como toda e gente sabe, são: Os bancos e os grandes grupos económicos que estiveram sentados à mesa com governo "enchendo a pança", no banquete da distribuição da riqueza produzida.

Este, não pode ser o caminho. Temos que dar a volta, e, exigir outras políticas para colocar este belo País no caminho do progresso e do desenvolvimento, onde finalmente, todos se sintam Homens e Mulheres de primeira.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

sábado, 2 de outubro de 2010

Temperaturas...








O governo deste país a única coisa que faz ultimamente é mandar escrever a palavra CONGELAR em tudo o que seja possível escrever. Espero que num futuro próximo a palavra que o governo mande escrever seja a palavra ERREI, vou-me embora.



sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Título de primeira página


Quem vai pagar a conta. 
Com este Governo é uma questão que não se coloca, já todos sabemos quem são!... Todos os que já não têm quase nada, os mais fracos, os mais pobres.

Claramente que o anunciado como medidas de «aperto no coração», não passa de lágrimas de crocodilo, pois como disse ontem Jerónimo de Sousa: Estas medidas - ao contrário do que disse o Primeiro Ministro -são um «aperto no pescoço da grande maioria do nosso povo». Como tal, que ninguém fique à espera  que as pessoas não reajam a estas brutalidades que lhes estão a querer impor.

Assim sendo, a alternativa que se coloca a todos nós, é estarmos  preparados para as lutas que se avizinham, porque esse terá que ser o caminho a percorrer para obrigar  os burucratas  do nosso país e da Europa a fazerem políticas na defesa dos mais desprotegidos e não olharem sempre e apenas para os grandes grupos económicos como é a sua prática diária.