quinta-feira, 31 de março de 2011

Olhe, mais uma trapalhada!..

(...) O défice público registado por Portugal durante o ano passado foi de 8,6 por cento, um valor que fica acima dos 7,3 por cento previstos pelo Governo. A dívida pública superou a barreira dos 90 por cento pela primeira vez «Público».

Uma vez mais, os números do Governo não batem certo com a realidade, conforme anúncia hoje o INE.

Depois de tanta euforia em janeiro com os resultados do défice, ficamos há espera  de saber o que vai dizer o senhor Teixeira e o senhor Sócrates sobre mais esta falta de rigor nas contas públicas e qual a sua verdadeira implicação em termos da Comissão Europeia, onde, normalmente o senhor Sócrates diz amem á senhora Merkel. 

Conselho de Estado

Designados pelo Presidente da República: Bagão felix, João Lobo Antunes, Marcelo Rebelo de Sousa, Leonor Beleza e Vítor Bento.

Eleitos pela Assembleia da República:  Almeida Santos, Pinto Balsemão, Manuel Alegre, António Capucho e Gomes Canotilho.

Por inerência dos cargos que desempenham ou que ocuparam: o presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, o primeiro-ministro, José Sócrates, o presidente do Tribunal Constitucional, juiz Conselheiro Rui Moura Ramos, o Provedor de Justiça, juiz Conselheiro Alfredo José de Sousa, os presidentes dos Governos Regionais dos Açores e da Madeira, Carlos César e Alberto João Jardim, e os ex-Presidentes da República, Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio.

Depois dos partidos com assento parlamentar, são estas  personalidades que Cavaco Silva irá ouvir hoje, com o fundamento da dissolução da Assembleia da República e marcação de novas eleições.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Capas de jornais (13)

Jornal I
Com o título na capa acima referido o Jornal I, num trabalho de Adriana Vale que pode ler aqui, conta-nos como no Ministério da Justiça as coisas... funcionam mal.

Esta governação têm sido ( como muita gente afirma), uma grande "trapalhada", servida variadas vezes de incompetência e outras coisas que eu não sei classificar mas, todas elas, de efeito negativo para para o bom-nome  de Portugal e dos portugueses.

O certo, é que os Ministros vão embora de fato novo e mala de marca e o povo fica de calças e camisa  rotas, sapatos sem solas  e os poucos haveres no saco de plástico. É a triste realidade em que nos encontramos hoje, situação criada por por estes senhores do centrão que  têm estado no Governo deste País, há trinta e muitos anos.

terça-feira, 29 de março de 2011

Lula da Silva em Lisboa.

«O Homem que sabe da poda»



"O FMI não resolve o problema de Portugal", disse o Presidente Lula.



O alerta fica feito, as opções terão que ser outras, propostas existem; basta estar atento ao que dizem os partidos de esquerda e não apenas ouvir sempre os mesmos (como fazem os orgãos de comunicação), que apenas têm disponibilidade para os partidos do centrão.

Souto de Moura


O arquitecto do Porto ganhou o prémio Pritzker 2011 que já distinguiu nomes como Oscar Niemeyer, Frank Gehry, Siza Vieira e outros.



(...) Há uns tempos, Eduardo Souto de Moura recebeu um telefonema em que lhe comunicavam que lhe tinha sido atribuído o Prémio Pritzker. “Não percebi. Pediam-me para enviar uns papéis, pensei que era uma brincadeira”, afirmou o arquitecto, esta segunda-feira à noite, na conferência de imprensa que deu num hotel, em Lisboa, no dia em que se soube que venceu o Prémio Pritzker, considerado o Nobel da arquitectura. «Público»

Para além das muitas obras deste arquitecto, pode ver aqui uma das que eu mais gosto: A Casa das Histórias Paula Rego.

segunda-feira, 28 de março de 2011

A visita...

.... do Príncipe Carlos e Camila a Portugal.

Para além de despesa e arejar as rugas na serra de Sintra, ao que mais vem esta gente ?!!

EUA e aliados cometem crimes monstruosos na Líbia

...
O subsolo líbio encerra as maiores reservas de petróleo (o dobro das norte-americanas) e de gás da África. Tomar posse delas é o objectivo inconfessado da falsa intervenção humanitária.
É dever de todas as forças progressistas que lutam contra a barbárie imperialista desmascarar a engrenagem que mundo afora qualifica de salvadora e democrática a monstruosa agressão à Líbia.

Um trabalho de Miguel Urbano Rodrigues, publicado no ODiário.info que pode ler aqui.

domingo, 27 de março de 2011

Um dos momentos políticos da semana (1)



Os partidos não são todos iguais, como alguns "distraídos" dizem reconhecer.

E a verdade é como o azeite, anda sempre por cima.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Uma história de Lisboa



Um bom fim de semana para todos.

Hipocrisia política...

... é dizer em Bruxelas que as medidas do PEC IV impostas pela UE serão sempre para cumprir, como fez Passos Coelho junto de Jean-Claude Juncker (segundo ouvi numa rádio), depois de as ter chumbado no Parlamento português. São atitudes desta natureza, reveladoras de uma grande hipocrisia política,  para ser apenas  moderado na qualificação.

Já se sabe que o programa político do PSD nestas matérias é igual ao do actual PS, logo se o PSD for chamado a formar o novo Governo irá arranjar o PEC V, com as medidas do PEC IV e algumas outras, com as quais eles andam a sonhar há muito tempo como sejam: a privatização da saúde e tudo o mais que for possível,  subida do IVA, etc. etc. E, continuar de olhos fechados, fingindo não ver a tremenda injustiça que estão a fazer ao povo, obrigando sempre os mesmos a pagar a crise e deixando de fora do chamado esforço, quem mais pode e quem está nesta altura a lucrar com situação.

O caminho não pode ser este que os partidos do centrão preconizam. O caminho tem que ser outro, é  preciso levar uma outra atitude junto da UE. Exigir uma intervenção no combate à especulação financeira que garanta para o nosso País um calendário de correcção das contas públicas  que não seja só  à custa da economia, do desenvolvimento do País, gerando todos os dias mais pobres, mais desemprego e mais miséria na nossa sociedade.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Mulheres fazem mais 16 horas de trabalho não remunerado

...
As mulheres portuguesas trabalham em média 39 horas semanais, menos duas horas que os homens, mas fazem mais 16 horas de trabalho não remunerado por semana relacionado com a família, diz um estudo da CGTP a que a Lusa teve acesso «DN»

Ainda somos uma sociedade onde palavras como: paridade, igualdade e outras de significado idêntico, fazem  pouco sentido.

O que foi ontem posto em causa...

...foram as medidas apresentadas no PEC IV pelo Governo, para aprovação no Parlamento e chumbadas pela oposição, e, toda uma política de ruína e destruição da nossa economia - Sempre em desfavor dos mais pobres e a beneficiar os mais ricos que os (des)governos do centrão têm aplicado neste País nos últimos 35 anos.

Tendo como praticamente certo que o País vai dentro de pouco tempo para eleições para escolher outro Governo, temos que empenhadamente já a partir de hoje, cada um de nós, faça com  que no futuro, na política do próximo Governo não mudem apenas as moscas.

Há partidos na verdadeira esquerda portuguesa com alternativas a estas políticas de desastre nacional e é por essas políticas que todos temos que apostar e lutar (sem receios ou qualquer medo),  para tirar-mos Portugal do buraco em que nos meteram e construir-mos assim,  um futuro melhor para todos os portugueses. 

quarta-feira, 23 de março de 2011

Hoje no Parlamento será votado o PEC IV


Serão discutidos e votados hoje no Parlamento os projetos de resolução de rejeição ao novo Programa de Estabilidade e Crescimento, o chamado PEC IV, apresentados pelo BE e PCP, sendo que, o PSD e o CDS dizem que também irão apresentar projetos.
Vamos ficar a observar até ao fim do dia como vai Cavaco exercer na primeira crise política, após a sua tomada de posse, a Magistratura de Influência tanta vez referida como mais-valia, na sua campanha eleitotal.

terça-feira, 22 de março de 2011

Substituir as importações pela produção nacional

Sucedem-se os PECs, as iniciativas propagandísticas e as viagens promocionais para fomentar o aumento das exportações ou mendigar compra de dívida pública, mas o governo nada diz quanto à substituição de importações por produção nacional, o que teria três importantes consequências: diminuição do desemprego, diminuição das importações e aumento do PIB.
Contudo as importações superam “em cerca de 20 mil milhões de euros o valor das exportações de bens, ou seja, no contexto do nosso comércio internacional é mais vultuoso o dinheiro que sai para comprar lá fora aquilo de que necessitamos, do que o dinheiro que entra por aquilo que vendemos externamente.”

Reproduzo um trabalho de Anselmo Dias, publicado no Diário.info com o título acima referido.

Capas de jornais (12)


Esperamos que depois da tempestade o "tempo" melhore... que os pobres deste País bem precisam.

(só que para isto se verificar é necessário também mudar de S. Pedro.)

segunda-feira, 21 de março de 2011

Um Poeta do povo no dia Mundial da Poesia



Canção do Tempo

Ary dos Santos


Para um tempo que fica
Doendo por dentro
E passa por fora
Para o tempo do vento
Que é o contratempo
Da nossa demora
Passam dias e noites
Os meses...os anos
O segundo e a hora
E ao tempo presente
É que a gente pergunta
E agora...e agora

Tempo
Para pensar cada momento deste tempo
Que cada dia é mais profundo e é mais tempo
Para emendar pois outro tempo menos lento
Tempo
Dos nossos filhos apreenderem com mais tempo
A rapidez que apanha sempre o pensamento
Para nascer, para viver, para existir
E nunca mais verem o tempo fugir

Ai...o tempo constante
Que a cada instante
Nos passa por fora
Este tempo candente
Que é como um cometa
Com laivos de aurora
É o tempo de hoje
É o tempo de ontem
É o tempo de outrora
Mas o tempo da gente
É o tempo presente
É agora...é agora

Tempo
Para agarrar cada momento deste tempo
E terminar em absoluto ao mesmo tempo
Em temporal como os ponteiros do minuto
Tempo
Para o relógio bater certo com a vida
Que um homem bom que um homem são que um homem forte
Que não chegava a conseguir fazer partida
E que desperta adiantado para a morte

O domínio dos transportes rodoviários de mercadorias pelos privados, o "lock-out" dos patrões, o preço do gasóleo e a manipulação da opinião pública

Estudo feito pelo economista Eugénio Rosa, com o título acima referido e publicado no sitio resistir.info que vale a pena ler e reflectir, sobre matérias tão importantes como são os transportes e o preço dos combustíveis no nosso País.

domingo, 20 de março de 2011

A Avenida da Liberdade foi pequena para tanta gente que se manifestou ontem em Lisboa

Fotos: Do PCP

Respondendo ao apelo da CGTP-IN, milhares de trabalhadores desfilaram ontem pela Av. da Liberdade em Lisboa exigindo uma mudança de política por um país que garanta emprego, valorize os salários, combata a precariedade, defenda a produção nacional e os serviços públicos.
Pelo grandioso número de trabalhadores do sector público e privado que esteve presente nesta manifestação julgo ser de justiça afirmar, que, teriam estado presentes à volta de 300 000 pessoas, como o fizeram em Maio do Ano passado e que a CGTP-IN realiza assim a maior mobilização de massas depois da Greve Geral.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Debate no Parlamento

A novidade do debate de hoje, foi a anúncio que o governo irá entregar na próxima segunda feira (segundo informação do Sr. Primeiro Ministro), uma nova versão para o PEC IV, na Assembleia da República.
Será que na visão política deste Governo ainda existe alguma coisa para tirar aos mais desfavorecidos? Era a pergunta que se fazia hoje no Parlamento após se saber da entrega do novo documento. E, razão têm os que a fazia, porque desde o primeiro PEC que os visados são sempre os mesmos os mais desfavorecidos,  os detentores do capital, esses, passam ao lado dos sacrifícios apesar de Sócrates dizer constantemente que o esforço é exigido a todos. O que não é verdade. Se não vejamos: PEC I- Visados: A classe média e os mais pobres (Corte nos benefícios fiscais em sede de IRS a quem tenha rendimento colectável a partir de 517 € por mês).
PEC II- Visados: Os mais pobres (Um milhão de beneficiários com rendimentos nais baixos ficam sem a majuração de 25 por cento, subida de 1% na taxa do IVA, Subida do IRC)
PEC III- Visados: Os funcionários públicos (Corte nos salários dos trabalhadores do sector público e aumento do IVA para 23%).
PEC IV*- Visados: Os reformados e Pensionistas (Imposto extraordinário de 5% nas pensões a partir de 1500€, congelamento das reformas mais baixas)
*= Anunciado pelo ministro das Finanças na sexta feira dia 11 deste mês.
Perante tudo isto, onde é que está o esforço dos que mais têm? Não o encontro eu, nem a maioria dos portugueses que vêem todos os dias as suas vidas serem cada vez mais complicadas com as políticas destes (des)Governos que par cá vão andando «felizes e contentes» até que o povo resolva terminar com este regabofe da política do centrão.

Todos nos quartos de final. Parabéns ao Porto, Benfica e Braga!

quinta-feira, 17 de março de 2011

A CRISE


...uum, dó ó ó, li i i i i i i, tá á á á á á á!...


Prá-semana,  Cavaco anuncia o resultado no facebook.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Tribunal dá razão ao fisco

A sociedade Recheio SGPS, que integra o universo empresarial do grupo Jerónimo Martins (JM) - proprietário da cadeia de supermercados Pingo Doce - perdeu a primeira batalha para impedir a cobrança de 20,88 milhões de IRC. «Público»

De "fuga em fuga"... lá se vai subindo na escalada do dinheiro.

terça-feira, 15 de março de 2011

«Inevitável»


Hoje, Marcelo Rebelo de Sousa, terá dito que é "inevitável o entendimento entre o PS e o PSD e provavelmente também com o CDS, porque a situação o exige".
Eu pergunto:Tem sido coisa diferente o entendimento entre essa gente do que isso?! Não sei a que horas do dia MRS terá feito tal reflexão, mas peca por falta de estratégia e novidade política, uma vez que todos sabemos que PS,PSD e CDS representam a trempe que suporta há muitos anos a política desgraçada imposta ao povo neste País.

Russos investem 50 milhões




"O fundo será 60% de investimento directo do Sporting e 40% dos investidores. Trata-se de uma aplicação de 50 milhões de euros, onde os jogadores terão de estar, no mínimo, dois anos no plantel", revelou. Segundo explicou ao DN Frederico Carmo, director de campanha da candidatura de Bruno de Carvalho, "os investidores investem 50 milhões de euros e ficam com 40% das mais-valias". «DN»

No caso de ser este o projecto mais votado, o que todos os Sportinguistas esperam é que O Bruno de Carvalho esteja certo.

A novidade de ontem, foi não haver novidade.

Sócrates:    "Novas medidas não violam o acordo com o PSD"

Já estamos todos cansados fartos e marrecas destas política negociadas entre o Governo/PS/PSD/Merkel/ Sarkozy - agora aparece mais o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, que veio dizer estar muito contente com o que ouviu ao Sócrates e Teixeira dos Santos, sobre o Pec4.
São estes senhores  (e muitos outros de cargos menores), que nos têm transformado em «pedintes, feios e maus» na UE dos meninos bem "comportados",  a viver nos limites da miséria, da pobreza, muitas vezes  voltados para a parede de castigo, como mandam as regras do servilismo neoliberal. Dizem-nos!..
Muita água correrá por debaixo das pontes deste País até ao próximo sábado, dia 19, dia de luta marcado pela CGTP pela mudança de políticas, contra o desemprego, a vida cara e as injustiças.
Vamos pois, ter todos a oportunidade de dizer de forma clara e firme o que pensamos destes senhores e apontar-lhes o caminho a seguir que, na minha opinião só pode ser a rua.

Nota: PSD diz que vai chumbar no Parlamento estas medidas agora anunciadas, veremos se cumprem.

domingo, 13 de março de 2011

"Caso arrumado"...

...se o seu caso não está arrumado, entre no bar sente-se numa mesa, peça uma bebida, ouça um fado e passe um bom resto de domingo.



Amanhã é dia de outras coisas...

Hoje pode ser dia de cinama (32)

A Última Estação





Sinopse
Após quase cinquenta anos de casamento, Sofia, a dedicada esposa, amante, musa e secretária de Leo Tolstoi – ela copiou o manuscrito de Guerra e Paz seis vezes à mão - vê subitamente o seu mundo virado do avesso. Ao adoptar uma nova religião, o grande escritor russo renuncia aos seus títulos de nobreza, às suas propriedades e inclusivamente à sua família, trocando tudo pela pobreza, vegetarianismo e mesmo o celibato. Após ela lhe ter dado treze filhos. Quando Sofia descobre que o fiel discípulo de Tolstoi, Chertkov - que ela despreza - pode ter persuadido secretamente o marido a assinar um novo testamento, onde deixa os direitos das suas novelas icónicas ao povo russo e não à sua própria família, é consumida por uma raiva justificada. Empregando toda a sua astúcia, todos os truques de sedução do seu considerável arsenal, Sofia luta ferozmente por aquilo que considera ser seu por direito. No entanto, quanto mais radicais são as suas acções, mais facilmente Chertkov consegue persuadir Tolstoi do mal que ela fará à sua gloriosa herança. «sapocinema»

Bom domingo, boas notícias e bons filmes. 

sábado, 12 de março de 2011

"Geração à rasca"

Alguém dizia  na manifestação de hoje "nós já não estamos só à rasca, estamos todos à rasquinha", com as dificuldades que este governo nos cria à nossa vida todos os dias.
Foi sobre este lema que milhares de manifestantes se juntaram hoje para dizer que assim não pode ser, o povo já não aguenta mais, é preciso mudar de políticas e tirar o País e o seu povo do buraco em que nos meteram.

O que só com a força da luta será possível, digo eu.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Tomada de posse



Cavaco Silva toma hoje posse para o seu segundo mandato como Presidente da República.
Ficamos a aguardar o que vai ser, a prometida "magistratura activa", durante a sua campanha eleitoral.
Para mim, vai ser mais do mesmo. Como se diz na minha terra, quem "torto nasce, tarde ou nunca se endireita".

terça-feira, 8 de março de 2011

A desilusão



Passamos a vida massacrados com a carga dos impostos, e como não há dinheiro neste País para tapar os buracos que alguns abriram nas contas Públicas - sendo a maioria desses buracos de finalidade e resultados duvidoso.Chegamos aqui.Os pais e o Estado gastam imenso dinheiro com os cursos nas Universidades Portuguesas e, no fim o emprego disponível para essa juventude que todos os anos conclui os cursos, é, na maioria das situações a caixa do super mercado ou o call center. Numa palavra, a precariedade.
É de facto uma grande desilusão para quem fez um esforço enorme para ter um futuro diferente dos seus pais e no fim leva este "murro no estômago" que não lhe permite sequer ser independente obrigando-o a   continuar "instalado" no seio da família cerceando assim a sua vontade, no que diz respeito ao seu futuro que, sempre quis que fosse diferente.

Dia Internacional da Mulher



A todas as mulheres,-o Ponta Esquerda deseja Um grande dia.

domingo, 6 de março de 2011

O Daniel Vieira tem razão!

"O PCP é provavelmente o partido que tem mais jovens no Parlamento e com uma direcção política mais jovem", comenta Daniel Vieira, que aos 23 anos foi eleito presidente da Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, em Gondomar. Sente a responsabilidade de ser o mais novo presidente de uma junta de freguesia, mas encara o cargo como uma "tarefa do partido, num colectivo de homens e mulheres que a leva para a frente". «Público»

90 anos


Numa assembleia realizada  a 6 de Março de 1921, na sede da Associação dos Empregados de Escritório, em Lisboa, nascia o Partido Comunista Português.
São 90 anos de luta. Primeiro, contra o fascismo e pela liberdade, depois, conquistada a liberdade e a democracia, pela construção de um País novo. Hoje, reafirmando o compromisso de sempre com o socialismo e o comunismo.

Muitos Parabéns ao PCP, pelos 90 anos de luta constante, na defesa dos trabalhadores e do povo Português.




Um bom e feliz domingo para todos.

sábado, 5 de março de 2011

Sendo sábado, temos música (75)

1980, Joan Baez em digressão pela Europa

 



no, no, no nos moverán!no, no nos moverán!
como un árbol firme junto al rio
no nos moverán.

unidos en la vida, no nos moverán
unidos en la vida, no nos moverán
como un árbol firme junto al rio
no nos moverán
no,no, no nos moverán! no, no, no nos moverán!
como un árbol firme junto al rio
no nos moverán

unidos en la lucha, no, no, no nos moverán!
unidos en la lucha, no, no, no nos moverán!
como un árbol firme junto al rio
no nos moverán, no nos moverán!

Bom sábado, boas notícias e boa música

quinta-feira, 3 de março de 2011

O cartoon de hoje no Jornal Avante

Função Pública

 Segundo informa o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, saíram da Função Pública em Janeiro deste ano, 2500 pessoas por via da reforma.

Como as pessoas que vão saindo não são substituídas nos postos de trabalho, "as coisas estão cada vez mais difíceis para os trabalhadores que estão ao serviço pois são vítimas de verdadeiro assédio, com a avaliação, por parte das chefias, para que trabalhem para além do horário e levem trabalho para casa", disse à Agência Lusa o presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado.
Fiquemos pois, com este sentimento de injustiça e de solidariedade com os trabalhadores da Função Pública que os sucessivos governos elegeram como «os maus da fita» não lhes dando aumentos, cortando-lhes os vencimentos e "obrigando-os" em muitos casos,  a mais horas de trabalho  não lhes pagando mais por isso.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Eurostat com os dados de janeiro


O instituto europeu de Estatística divulgou os números do desemprego relativos a Janeiro,  que para Portugal são de  11,2 por cento e na UE são de 9,5 por cento.
É um novo recorde, o qual Portugal não precisava mas que pelo anunciado, parece infelizmente confirmar-se, este novo máximo de pessoas no desemprego, no nosso País.
Se tivermos ainda  em conta que 53 por cento dos jovens portugueses têm contratos precários enquanto 23 por cento dos desempregados são jovens, muitos deles sem receberem qualquer subsídio, temos também aqui, um quadro muito  negro da realidade da juventude portuguesa, pintado sempre a tons cor-de-rosa/ laranja  por aqueles que nos têm governado nas últimas três décadas.
Para combater esta e outras  tristes  realidades, provocada pelo ataque brutal do Governo às condições de vida e de trabalho; a CGTP e os partidos de esquerda estão a apelar, que no próximo dia 19 de Março a juventude e os portugueses de uma forma geral, venham manifestar-se na jornada nacional de luta marcada pela CGTP-IN, contra as novas medidas relativas aos salários, à idade da reforma e à legislação laboral que o Governo e os senhores da UE pretendem impor aos portugueses.
Esperamos todos que no dia 19 essa grande jornada de luta demonstre que os portugueses não desistem das suas justas  reivindicações, que o País não tem que estar  condenado ao atraso nem à precariedade no emprego.