segunda-feira, 30 de maio de 2011

Recta final

Quando já faltam poucos dias para os eleitores usarem o seu voto nas urnas como uma arma contra a política de direita, injusta, anti-social e de agressão à maioria dos portugueses, importa aqui fazer alguma reflexão sobre o que os partidos que assinaram o acordo com a troika estrangeira, têm dito nesta campanha sobre as razões e consequências de terem tomado essa atitude.

 Como temos reparado, sobre esta matéria (tão importante para a vida dos portugueses), nem uma palavra.
Andam pelos comícios, o PS a dizer que a culpa da situação é toda do PSD e do CDS por não terem viabilizado o PEC IV, e, o PSD mais o CDS a contrapor que a culpa é do PS pelos 6 últimos anos de Governo,-como se ambos não estivessem sempre de acordo com as políticas aprovadas contra  todos nós.
Conclusão: anda a troika interna muito empenhada a tentar mostrar diferenças onde os portugueses há muito tempo só vêem semelhanças.

Esta gente, neoliberal, com muitos tiques de direita, não pode pedir ao povo agora que, tape os olhos e não veja quem os andou a enganar durante os últimos 35 anos, onde têm dividido o poder fazendo com que o País esteja hoje, na situação de crise em que se encontra, e, sobretudo não entenda de forma clara que os programas de todos eles,  iguais nos seus objectivos de conduzir os portugueses a um futuro sem nenhuma perspectiva.
É tempo de dizer a tudo isto, BASTA! É tempo de mudar. Está na vontade dos portugueses dar um novo rumo no nosso futuro.
Dando  mais força à CDU o futuro será completamente diferente.

sábado, 28 de maio de 2011

Sendo sábado, temos música (84)

A sugestão musical para hoje é esta composição do Sérgio Godinho

Que força é Essa.



Que força é Essa

Sérgio Godinho

 
Vi-te a trabalhar o dia inteiro
construir as cidades pr´ós outros
carregar pedras, desperdiçar
muita força p´ra pouco dinheiro
Vi-te a trabalhar o dia inteiro
Muita força p´ra pouco dinheiro

Que força é essa
que força é essa
que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigo
que força é essa, amigo
que te põe de bem com outros
e de mal contigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo

Não me digas que não me compr´endes
quando os dias se tornam azedos
não me digas que nunca sentiste
uma força a crescer-te nos dedos
e uma raiva a nascer-te nos dentes
Não me digas que não me compr´endes

(Que força...)

(Vi-te a trabalhar...)

Que força é essa
que força é essa
que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigo
que força é essa, amigo
que te põe de bem com outros
e de mal contigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo
Que força é essa, amigo

Bom sábado, boas notícias e boa música.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Capas de jornais (18)


Infelizmente para todos nós, vamos terminar mais uma semana com as capas dos jornais a anunciar que, lá dentro, não estão notícias animadoras para ler e passar descansadamente o fim-de-semana. Antes pelo contrário, os títulos são todos no sentido a levantarem grandes preocupações em relação ao futuro de todos nós.

A actual situação económica e social do nosso País, que é grave, como todos sabemos, não nos pode levar a concluir que não há nada a fazer para alterar este rumo desgraçado que, com 35 anos de Governos com políticas de direita conduziram Portugal à situação de caos, em que hoje nos encontramos.

Vamos pensar positivo:  é possível, desejável e necessário mudar tudo isto, votando em quem defende  políticas alternativas, dando mais votos à CDU no próximo dia 5 de Junho, por forma a que não sejam os mesmos a ficar no poder novamente (no agora mandas tu, agora mando eu...), continuando tudo na mesma rumo à triteza e à miséria.



quinta-feira, 26 de maio de 2011

Os cortes cegos



Leio hoje na imprensa que as escolas vão ter no próximo ano um corte nos seus orçamentos de 30%.

Eu pergunto: será possível uma escola desempenhar as suas actividades curriculares, apostando na qualidade do ensino com menos 30% no orçamento? Ou no entender do Governo a escola passou a ser só a placa à entrada do edifício e pouco mais?

Então as refeições não são necessárias?
Então a compra dos livros não é necessária?
Então os materiais pedagógicos não fazem falta?
Então as visitas de estudo não são necessárias?
Então o bom ambiente e a climatização das salas não é necessário?

Enfim! Por um lado andam a encher as ruas, as praças e as televisões a dizer que o ensino é uma prioridade e logo a seguir mandam cortar 30% nos orçamentos das escolas.
Aqui fica, uma boa razão para avaliar a coerência das propostas dos partidos do chamado «arco da governação», agora em campanha.



quarta-feira, 25 de maio de 2011

Financiamento do Parque Escolar.



Os caminhos que os sucessivos governos têm escolhidos para desenvolverem os seus projectos de modernização dos serviços públicos, estão todos direccionados no mesmo sentido: vão todos dar ao cais onde se encontram ancorados os mais variados interesses particulares os quais nem sempre são coincidentes com a defesa do interesse nacional.
Este investimento na modernização da rede pública das escolas secundárias que, até parecia ser uma boa opção de utilização dos recursos, sabemos agora pelo que é dito no vídeo ser mais uma trapalhada... Mais  um exemplo de como o Governo gasta mal o dinheiro de todos nós, descorando o que deveria ter sido feito em sede de projecto e pelos vistos não foi, caindo agora o prejuízo de tudo isto nos mesmos do costume.
É importante dizer a esta gente do "arco da governação": já foram longe de mais! BASTA de arrogância e trapalhadas !..

terça-feira, 24 de maio de 2011

As sondagens



Já escrevi sobre o que penso das sondagens ou estudos de opinião que vão saindo nos meios de comunicação em tempo de pré ou mesmo em campanha eleitoral.
Hoje, venho novamente ao tema para colocar a dúvida que julgo existir em muita gente, sobre o interesse da medida anunciada ontem por um canal de televisão, o qual se propõe a partir daquela data até às eleições apresentar diariamente sondagens sobre a tendência de voto dos portugueses, nos seus noticiários.
Depois eu andar estes anos todos (e são muitos), a assistir a esta "acção de campanha" que são as sondagens e, tentando perceber a sua evolução com os resultados finais, fico sempre com a ideia de que, a pesar do rigor que dizem ter, as mesmas servirem sempre para objectivos influenciadores de voto. 
Será bom que a maioria dos portugueses não decida o seu voto pelas sondagens  nas eleições de 5 de Junho  e votem em consciência  mas,  que  não passem mais um cheque em branco  aos partidos de direita, responsáveis pela situação actual do nosso País, os mesmos que as referidas sondagens de hoje, colocam como vencedores antecipados. 
O que vai estar em causa no dia 5 de Junho é saber se queremos continuar de forma agravada como a Grécia,  o caminho do caos total com o FMI, ou se queremos mudar as políticas, dando mais poder à esquerda, com mais votos na CDU, sabendo que está a votar em gente séria, capaz e competente de dar um novo rumo de esperança na vida dos portugueses.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Sem olhar a meios para atingir os fins...



O aproveitamento pelo PS de pessoas em dificuldades, para tentarem enganar os portugueses e dizer ao País que têm muita gente a apoia-los nas suas iniciativas de campanha, é uma vergonha que importa desmascarar e ( a ser verdade ), averiguar por quem de direito, que história é aquela revelada no video, sobre o transporte da junta de freguesia  para os "figurantes" assitirem a comícios do PS.

domingo, 22 de maio de 2011

É preciso dizer a Angela Merkel a verdade...

...em Portugal trabalha-se em média 37 horas semanais e os alemães 35,7, segundo o Eurostat.

Quanto à produtividade do nosso País ser menor; é como dizia, há dias, o Jerónimo de Sousa: "se nós trabalhar-mos com uma enxada e eles com um tractor no amanhar da terra, a produtividade deles será sempre maior". 
Como é fácil de perceber e, só não entede quem não quere entender, a culpa do resultado final, não é do trabalhador é dos meios que cada um utiliza na respectiva tarefa, porque os portugueses aqui, ou  em qualquer parte do mundo são tão bons a desempenhar as suas funções como os melhores.

sábado, 21 de maio de 2011

Sendo sábado, temos música (83)

Hoje, apetece-me ficar por aqui, no bairro...






Bairro do Amor

Jorge Palma


No bairro do amor a vida é um carrossel
Onde há sempre lugar para mais alguém
O bairro do amor foi feito a lápis de cor
Por gente que sofreu por não ter ninguém

No bairro do amor o tempo morre devagar
Num cachimbo a rodar de mão em mão
No bairro do amor há quem pergunte a sorrir:
Será que ainda cá estamos no fim do verão?

Eh, pá, deixa-me abrir contigo
Desabafar contigo
Falar-te da minha solidão
Ah, é bom sorrir um pouco
Descontrair-me um pouco
Eu sei que tu me compreendes bem.

No bairro do amor a vida corre sempre igual
De café em café, de bar em bar
No bairro do amor o sol parece maior
E há ondas de ternura em cada olhar.

O bairro do amor é uma zona marginal
Onde não há prisões nem hospitais
No bairro do amor cada um tem de tratar
Das suas nódoas negras sentimentais

Eh, pá, deixa-me abrir contigo
Desabafar contigo
Falar-te da minha solidão
Ah, é bom sorrir um pouco
Descontrair-me um pouco
Eu sei que tu me compreendes bem.

Bom sábado, boas notícias e boa música.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Os (ditos) critérios jornalísticos


Quem chegue hoje a Portugal e olhe (num quiosque qualquer) para as primeiras páginas dos jornais, fica sem saber que ontem ou fim do dia milhares de trabalhadores se manifestaram em Lisboa e no Porto numa acção de luta convocada pela CGTP-IN, contra a ingerência da UE/FMI no nosso País.
Hoje em dia (graças à internet), os donos dos grandes meios de comunicação, já não conseguem esconder do conhecimento público como certamente "gostariam" aquilo que no seu entender não lhes é favorável e, presumo, que a luta dos trabalhadores seja um tema que não gostem de noticiar, desrespeitando por isso, a sua obrigação primeira que é o dever de informar com isensão, o que se vai passando na actualidade.
Assim sendo, para quem não esteve ontem presente nas manifestações acima referidas, aqui fica o vídeo a comprovar que de facto elas se realizaram e foram bastante participadas.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Os números do desemprego e o voto

Depois da euforia à volta do futebol, por causa da final de ontem da Taça da Liga Europa, ser realizada por duas equipas portuguesas e daí resultar à partida que a Taça viria para Portugal, hoje, o País acordou cinzento, tristonho e, a realidade das nossas vidas volta a colocar na ordem do dia as grandes dificuldades que a maioria dos portugueses estão a passar já nesta altura.
Ainda as troikas não assentaram "arraiais" ( esperamos todos, para nosso bem que nunca o venham a fazer), e já o número de desempregados sobe em flecha neste último trimestre, conforme anuncia o INE. Diz agora o referido Instituto, que o número de desempregados rondará os 700 mil. Mas estudos recentes dizem-nos que entre desempregados inscritos nos Centros de Emprego e pessoas inactivas à procura de trabalho, serão à volta de um milhão, sendo que apenas uma minoria  recebe subsídio de desemprego.
Claro que isto não aconteceu durante a noite passada,estes números têm  responsáveis com rosto; são o resultado das más politicas desenvolvidas durante os trinta e muitos anos que os partidos da troika (PS,PSD e CDS) nos sucessivos Governos, têm implementado no nosso País. E, são os mesmos que se preparam agora, pelas suas propostas apresentadas, a conduzir o País para mais miséria.
É por isso que as próximas eleições constituem em si mesmo uma grande oportunidade para todos dizer-mos com o nosso voto que não queremos mais desemprego, mais precariedade e mais miséria. Votando em quem nos propõe alternativas politicas, votando em gente séria e de palavra, votando na CDU.


Mudemos de rumo


FMI fora de Portugal
PS,PSD e CDS, andam há 35 anos a afundar o País
Há alternativa ao desastre

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Final da Liga Europa


Um golo de Falcão, à  entrada para o intervalo, foi suficiente para o FC do Porto derrotar o Sporting de Braga na final da Liga Europa. Os "dragões" conquistaram assim a sua quarta taça Europeia.

Parabéns ao F. C. do Porto que ganhou mais uma taça, parabéns também ao Sporting de Braga pela excelente "campanha" que fez durante toda esta  prova.

Capas de jornais (17)


As capas de praticamente todos os jornais portugueses de hoje, dão algum destaque a esta final da Liga Europa que se irá jogar logo ao fim da tarde em Dublin entre duas equipas de Portugal, F.C.do Porto e Sporting de Braga.

Em relação a esta final, deixar apenas três notas que me parecem relevantes.

1- Os clubes (Porto e Braga) são portugueses, mas os seus jogadores são quase na totalidade estrangeiros.
2- Os treinadores desta final (André Villas-Boas e Domingos Paciência), são ambos portugueses.
3- João Moutinho, Hugo Viana e Miguel Garcia se jogarem hoje como tudo o indica, serão os únicos jogadores em campo que repetem uma final Europeia, tendo jogado a primeira no mesmo clube,  todos estiveram na final da Taça UEFA em 2005, alinhando nesse jogo pelo Sporting.

Esperamos assistir a um bom jogo de futebol, com duas equipas empenhadas no jogo pelo jogo e que o vencedor final seja a equipa que mais e melhor jogou, com o objectivo de ganhar o encontro.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Empresas Fantasma

O fisco, há dias reparou que a sua base de dados estava muito grande e resolveu dar uma espreitadela para ver como ia a coisa.... E, então, pasme-se... Encontrou  30 mil empresas fantasma (hoje no Económico), ou seja: várias empresas destas  foram formadas com fins fraudulentos.
Aqui chegados, a pergunta que se impõe fazer é a seguinte: como é possível  num País como o nosso, criar-se uma empresa com um determinado objectivo declarado e, depois essa mesma empresa não passar "cartão" às finanças, quando em contrapartida,qualquer pessoa em nome individual se, se atrasar por qualquer motivo, a entregar a sua declaração de rendimentos no prazo determinado, é logo notifica a faze-lo com pagamento de coimas? Portugal, é ainda o País das grandes desigualdades e das grandes injustiças sociais.
Confiamos todos que, esta situação mude para melhor com próximas eleições, mas para isso acontecer o povo tem que votar dando mais poder à CDU, por forma a que as políticas sejam outras e que o País se veja livre das "sanguessugas" que nos têm (des)governado, há varias décadas.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Prémio Camões 2011




Ponta Esquerda congratula-se com a atribuição, do Prémio Camões (o maior prémio de literatura em língua portuguesa), a Manuel António Pina jornalista, escritor e poeta de reconhecido valor literário e humano.  Os nossos parabéns ao escritor!
António Pina torna-se assim o 23º Prémio Camões e o décimo português a receber esta consagração.

"O memorando"

(...)O memorando da troika FMI/BCE/UE terá consequências devastadoras em todas as áreas da vida nacional. Entretanto, o governo acelerou já a aplicação de cortes e congelamentos do financiamento ao sistema científico e tecnológico nacional. O que significa o prosseguimento do caminho que vinha sendo seguido há já alguns anos, mas precipitando o seu agravamento futuro.

Excelente artigo de opinião de Rui Namorado Rosa publicado hoje no «ODiário.info» o qual pode ser lido aqui.

domingo, 15 de maio de 2011

"O Presidente do FMI"

Aqui está uma noticia sobre o FMI (a única dos últimos tempos),  que pelos vistos não penaliza os portugueses.«jn.pt»

sábado, 14 de maio de 2011

Sendo sábado, temos música (82)

A sugestão musical para hoje é este fado de Coimbra na voz de Luiz Goes.

"É preciso acreditar"...

(...e dizer não à capitulação, digo eu!)






Bom sábado, boas notícias e boa música.

(depois de ontem não ter sido possível publicar nada no Ponta Esquerda, motivado por um problema no blogger, aqui estamos novamente para continuar.
Há posts que desapareceram do blogue e ainda não foram colocados, espero que voltem rápidamente.)

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Para este fim de tarde...

Uma volta pelo Alentejo dos anos 50/60 do século passado.



Hoje, a ceifa já não é feita manualmente nem de forma nenhuma porque os campos simplesmente não são semeados.
Dizem-nos que é melhor importar os cereais do que cultiva-los e dar emprego a quem precisa. Enfim! coisas dos nossos dias...

Um resto de dia bom!

"O futuro comprometido"

Depois da troika interna ter recebido (certamente com muito gosto), a "bola" da troika externa, temos tido conhecimento (arrancado a saca-rolhas à troika interna) de alguns compromissos que o Governo assumiu com o FMI e seus pares.
Um deles, é a célebre redução da Taxa Social Única para as empresas, valor esse  que, como todos sabemos se destina a entrar como receita para a Segurança Social, para que esta entidade consiga respeitar os compromissos sociais que lhe estão atribuídos.
O argumento das troikas é que com este procedimento as empresas ficarão com mais competitividade nos mercados externos e por essa via, farão mais e melhores negócios levando este efeito à criação de mais postos de trabalho.
Feitas as contas, verificamos que este argumento é falacioso por não corresponder à realidade, pois os grandes beneficiários desta medida - a ser implementada -, são os grandes empregadores e esses não estão no sector das exportações. Se não vejamos : Uma descida da taxa em quatro pontos percentuais - como é falado por aí - iria gerar cerca de 1,5 mil milhões de euros por ano, sendo que, as cerca de 900  grandes empresas poupariam à volta de 590 mil euros, enquanto as 350 mil pequenas empresas ficariam cada uma, com uma poupança de menos de mil euros anuais,  e, dois terços das empresas industrias  com menos de dez trabalhadores poupariam 1750 euros, cada uma por ano. Isto dá para quê?
É claro,  o  que está em causa, é uma vez mais o ataque cerrado aos direitos sociais  dos trabalhadores através do ataque à Segurança Social, e, o que os portugueses têm que dizer no dia 5 de Junho (através do voto), é se estão de acordo com  este roubo e todos os anunciados aos seus direitos, ou se preferem mudar de rumo  votando em quem  de uma forma corajosa tem afirmado que existe alternativa a este plano de roubo e ingerência externa  das troikas, tirando assim, o País da banca rota, da miséria  e do futuro comprometido.

Nota: este post desapareceu com o apagão, voltou hoje (dia 17/5), mas os comentários ainda andam por lá...

quarta-feira, 11 de maio de 2011

A terra tremeu em Murcia



Dois sismos foram sentidos, esta quarta-feira, na região de Murcia, no sudeste de Espanha. As últimas informações falam na queda de edifícios e em pelo menos sete mortos.«TSF»

Ao fim de quinze anos, prescreveu.

(...)Uma condenação a dois anos e três meses de prisão aplicada a Ferreira Torres foi declarada prescrita. Ao fim de 15 anos, o ex-autarca do Marco sai completamente "limpo" do caso em que colocou trabalhadores da Câmara a fazer obras na sua quinta particular. «jn.pt»

Neste País tão bonito, de gente tão simpática, onde todos gostamos tanto de viver, temos que lutar para acabar de vez, com estas "entorses" na democracia.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Sporting e a próxima época

Godinho Lopes revela na Antena1 que o Sporting vai investir 30 milhões de euros em jogadores para a próxima época.

Ficamos pois,  à espera para ver onde e como será investido esse dinheiro, e, acreditar (apesar do dinheiro não ser tudo), que não vamos passar outra época vergonhosa como foi esta última.

O MEU PAÍS É PORTUGAL


O meu país é Portugal e faço daqui uma pequena homenajem aos "Homens da Luta " que esta noite em Dusseldorf darão o seu melhor por ele. O meu país que em tempos foi tão grande e hoje é tão pequeno! Foi imenso, quando virados para o mar, conseguimos dar novos mundos ao mundo! Já fomos ricos com as riquezas que chegavam das terras conquistadas; mas, deslumbrados que nos tornámos, depressa entrámos em crise. E, de século em século, o país foi encolhendo e a miséria alastrando. Mesmo assim o meu país é Portugal com uma luz que não importámos e, um sol sem igual. Somos um povo do sul que trabalha em qualquer lado e sem medos pois claro! Mas, aqui no nosso Portugal , com uma história invejável e uma revolução de cravos, o trabalho é uma rosa engolida pelos espinhos, e, o país assaltado por economistas aos montes, empresários da treta, turistas quanto baste, emprego só para alguns e dinheiro só para os primeiros, alguém disse que tudo isto é triste tudo isto é fado, e eu acrescento que sim mas pode ser alterado! Por isso está na hora de mostrar ao mundo que o nosso país é pequeno mas é nosso, afirmando por voto nas eleições de dia cinco de Junho, que viver sem intromissões é possível sim senhor. E cabe aos portugueses, e, só a eles, escrever a sua própria história " A História de Portugal " .

Festival da Eurovisão da Canção



Esta terça-feira à noite em Düsseldorf, os Homens da Luta «irão à luta», nesta semi-final do Festival da Eurovisão com a canção "A luta é alegria", em representação de Portugal e, competindo com Albânia, Arménia, Azerbaijão, Croácia, Espanha, Finlândia, Geórgia, Grécia, Hungria, Islândia, Lituânia, Malta, Noruega, Polónia, Reino Unido, Rússia, São Marino, Sérvia, Suíça e Turquia.

Apesar de sentir que há gente que não gosta (em todos os festivais ouve sempre quem dissesse que não concorda com o vencedor), da nossa representação o Ponta Esquerda deseja boa sorte aos Homens da Luta, pela coragem de serem diferentes naquele festival onde os resultados não têm sido muito favoráveis para Portugal.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Hospitais suspeitos de má gestão

Tem sido notícia nos meios de comunicação, as várias situações de rupturas de stocks e a cobrança de medicamentos aos doentes em vários hospitais do nosso país.
Para a ministra da Saúde, Ana Jorge, estas situações nada têm a ver com a crise enquanto os médicos e os gestores dizem não ter dúvidas que estes problemas têm origem na falta de dinheiro do Estado e nos cortes de 15% imposto pela tutela no Orçamento do Estado.
Assim sendo, a confusão fica instalada, porque não podem ambas as partes ter razão em relação à origem deste problema.
Para melhor esclarecimento, pode ler aqui um trabalho de Catarina Guerreiro publicado no Sol-online sobre esta matéria com o título acima referido.

O programa neoliberal da troika FMI-BCE-UE para Portugal: Insensibilidade social e ausência total de objectivos de crescimento económico e de emprego

(...) A análise do Memorando do FMI-BCE-UE , aceite pelo governo PS, pelo PSD e pelo CDS leva à conclusão de que ele se caracteriza, por um lado, pela ausência total de quaisquer objectivos a nível de crescimento económico e de aumento do emprego; por outro lado, por uma profunda insensibilidade social já que muitas das suas medidas vão atingir os grupos da população mais vulneráveis; e, finalmente, é um autêntico programa neoliberal, que visa transformar a economia e a sociedade portuguesa. Os únicos objectivos quantificados que existem no "Memorando" são os referentes à redução anual do défice, ao corte nas despesas públicas e ao aumento de receitas de impostos necessários para alcançar tais objectivos fixados arbitrariamente, pois não apresenta qualquer justificação técnica para os valores de défice. Para além disso, contém uma numerosa lista de medidas, com um calendário muito apertado, cujo cumprimento rigoroso será controlado trimestralmente pelo "troika", que visam transformar a economia e a sociedade portuguesa no sentido neoliberal, que um governo PS ou PSD terá de implementar, sob vigilância apertada do FMI-BCE-UE.

Um estudo  com o título acima indicado ( de leitura obrigatória), do economista Eugénio Rosa o qual pode ser consultado na totalidade aqui.

domingo, 8 de maio de 2011

Hoje pode ser dia de cinema (37)

As quatro voltas




Sinopse
Poder-se-á libertar o cinema da tirania do homem, que é um privilégio mas também uma condenação à solidão? Le quattro volte procura encorajar este percurso de libertação do olhar, estimulando o espectador para que encontre o sentido escondido que anima tudo o que nos rodeia. Uma visão poética dos ciclos da vida e da natureza, das tradições esquecidas de um lugar sem tempo. Um filme de ficção científica sem efeitos especiais, que transporta o espectador a um mundo desconhecido e mágico, à descoberta do segredo de quatro vidas misteriosamente entrelaçadas umas nas outras. «sapocinema»

Bom domingo,boas notícias e bons filmes.

sábado, 7 de maio de 2011

Sendo sábado, temos música (81)

No momento em que estamos a ficar depenados por (os mesmos de sempre!), darem cobertura à agiotagem que invadiu Portugal, lembrei-me deste tema do Fausto.





Eis aqui o agiota
Eis ali a agiotagem

De novo mergulho na luz do astro da musica
A minha cabeça
De novo a procura daquela
Melodia que teima
Em nascer as avessas
Se ribomba no contrapasso e se já cruza o ciberespaço
Então
Cuida de ti usurário
Na zona escura do erário
E da folia financeira
Do teu corpo fundo
E mais anónimo
A volta do mundo
Atravessando fronteiras

Esvoaçam

A tua volta esvoaçam
Taxas de juros e câmbios
De cambistas e banqueiros
Títulos e dividas
Contra seguros
Visões garridas
Malabaristas
E oníricas
Do dinheiro

A minha guitarra não toca para ti
A minha guitarra rosna

Obeso e rebarbativo alardeando
A engorda
O teu figurino
Obesa a corruptela que mais
Disfarça e transforma
Selvagens capitalismos
Em brandos neoliberalismos
O mais doce dos eufemismos
E então
Tu provas na perfeição
Que geres com o teu cifrão
A infelicidade dos outros
Reduzes um drama
O do maior desemprego
A centigramas
A percentagem de uns poucos

Encurralados

Os mais jovens encurralados
Em becos rasos de seringas
Contrafeitos mercadores
Em praças e ruas
Ruelas e avenidas
Envergonhadas
E mais anuladas
As mãos estendidas
De arrumadores

Morreu a proletária ditadura
A ditadura do mercado já nasceu

Se cada vez menos produzem
Mais para a maior minoria
Toda a riqueza
Se cada vez menos para a imensa maioria sobram
Sobras que te caem da mesa
Da guerrilha dos capitais
Em doces paraísos fiscais

Então
Cuida de ti argentario
O que retrata este sudário
E a maior parte do mundo
Que sobrevive na penumbra
De olhos postos em ti
Moribundo
Mas que te olha já defunto

E enches a boca

De direitos humanos
Enches a boca
De fala
Do pensamento
Mas o do trabalho nunca
E porque será
Que esse direito
No esquecimento fica
Se crucifica
Mais
Se abdica
Mas fica a pergunta

Keynes
Ao pé de ti
E arrumado a um canto
E a alegoria
Ou o retrato de um santo

Bom sábado, boas notícias e boa música.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

" BRAGA AO RUBRO "


Ontem à noite a cidade dos Arcebispos foi também uma cidade Vermelha; para uns vermelha de raiva, de dor, de desespero e frustração, enquanto para outros foi vermelha de alegria e de festa pela noite dentro. Este ano, meus amigos benfiquistas, estivémos sujeitos a uma forte rajada do norte, que nos fustigou sem dó nem piedade. Para eles, apesar de tudo, e, porque foram melhores que nós, merecem os nossos Parabéns. Agora é altura de fazer balanço, reflectir e, fazer o luto. Depois disto, bola para a frente e encarar a nova época vestindo a camisola com amor e paixão como faz o " Coentrão " .

Matar Bin Laden, ressuscitar a Al-Qaeda


(...) Uma das grandes surpresas que os levantamentos populares no mundo árabe suscitaram foi terem deixado momentaneamente fora de jogo todas as forças islamistas e muito em particular, está claro, a mais suspeita e extremista – a Al-Qaeda -, marca comercial de conteúdo obscuro largamente instrumentalizada para apoiar ditadores, reprimir todo o tipo de dissidência e desviar as atenções dos verdadeiros campos de batalha. Com orientações de amplo espectro, como a aspirina, Bin Laden reaparecia de cada que era necessário reacender a “guerra contra o terrorismo”; e era mantido vivo para agitar o seu espantalho em disputas eleitorais ou para justificar leis de excepção. Desta vez a situação era demasiado grave para que não fosse utilizado por uma derradeira vez, numa orgia mediática que chega a eclipsar o casamento do príncipe Guilherme e produz repercussões muito inquietantes no mundo inteiro.

 Sobre a actualidade, Santiago Alba Rico,   publica no ODiário.info um interessante artigo com o título acima indicado, o qual pode ser lido na totalidade aqui.

Final portuguesa na Liga Europa


No país-do-futebol, somos dos melhores.
No resto, vamos cantando o fado-da-desgraça.
Que mais nos irá trazer este maio...?

quinta-feira, 5 de maio de 2011

"O resgate do afundamento"



Se já fez as suas contas, e tomou consciência do buraco em que a troika interna aceitou meter-nos, o melhor é preparar-se para votar bem... no próximo dia 5 de Junho de modo a correr com essa gente que anda no poder e  nos anda a arruinar há mais de três décadas.
Portugal não tem que estar sujeito ao fracasso, existem alternativas políticas para o nosso País.
«É sempre tempo de dizer não a este rumo de afundamento».

Capas de jornais (16)




Jerónimo de Sousa denunciou ontem no Algarve numa iniciativa CDU, a dimensão e profundidade da maior agressão aos direitos do povo e do país desde o fascismo. Referindo-se às medidas apresentadas pela troika FMI/BCP/UE e subscritas por PS, PSD e CDS, o Secretário-geral do PCP sublinhou o carácter ilegítimo desta intervenção destinada a favorecer os interesses do capital nacional e estrangeiro, ao mesmo tempo que agrava a exploração, o desemprego, a pobreza e arrasta o país para o desastre económico e social.

Pelos pacotes de medidas para o nosso país que  hoje são visíveis nas capas dos jornais, Jerónimo de Sousa tem toda a razão. O PS, PSD e CDS, ao aceitarem estas medidas anunciadas, só podem querer fomentar o descalabro, a pobreza e a miséria na nossa sociedade em beneficio dos grandes interesses económicos que continuam - mesmo com a crise - a ganhar todos os dias milhões e milhões à custa das precárias condições de vida e do trabalho da grande maioria dos portugueses.


quarta-feira, 4 de maio de 2011

"O PEC IV, as alcavalas e o mais que se irá saber"


Foto: da net
Ontem, ao fim do dia, o Sr. Feliz e o Sr. Zangado, vieram à televisão anunciar o que parece... não fazer parte do tal caderno de encargos imposto pela troika a Portugal.
Contudo, ficamos sem saber o que verdadeiramente lá constam, mas, pelas notícias de hoje, o panorama das dificuldades para a maioria dos portugueses mantêm-se.
Como muita gente tem dito ultimamente, e demonstrado,  este não é o caminho ( do FMI e seus parceiros), o caminho passa pela renegociação (já) da dívida para prazos mais alargados e juros suportáveis, e encontrar mecanismos de apoio às empresas e aos trabalhadores por forma a aumentar-mos a produtividade e com essa mais valia pagar-mos as dívidas.
Mais tarde ou mais sedo, irão dar razão  àqueles que sempre têm apontado este caminho como o mais correcto , aquele que hoje, todos deveria-mos apoiar e seguir.


terça-feira, 3 de maio de 2011

"NICHOLAS SPARKS"



Agora que a feira do livro abriu, quero lembrar, sobretudo aos que têm uma certa inclinação para o romantismo, que há um escritor, cujos livros merecem a nossa atenção. Nicholas Sparks é um contador de histórias maravilhosas que nos entusiasmam do principio ao fim e nos fazem sentir como possíveis protagonistas dessas mesmas histórias. E, são quinze os seus livros já publicados, dos quais os seis seguintes " As Palavras que Nunca te Direi" ,"Um Momento Inesquecível" ," O Diário da Nossa Paixão ", " O Sorriso das Estrelas ", " Juntos ao Luar " e " A Melodia do Adeus ", deram origem a produções cinematográficas. Gostaria de poder destacar algum, por ser particularmente melhor que os outros, mas não consigo fazê-lo porque dos doze que li todos foram importantes para mim, embora tenha ficado um carinho especial por " Alquimia do Amor " apenas por ter sido o 1º que li, e de algum modo ter contribuido para que me tornásse uma das muitas fãs do escritor em Portugal

segunda-feira, 2 de maio de 2011

A notícia...




«Esta noite, estou em condições de anunciar aos americanos e ao mundo que os Estados Unidos realizaram uma operação que matou Bin Laden, o dirigente da Al-Qaeda, um terrorista responsável pelo assassínio de milhares de inocentes».
Barack Obama.

Bin Laden, como todos sabemos,  não é um "produto" do acaso...Ele foi criado nos EUA para derrubar o governo do Afagnistão, sobe a justificação Americana de que era necessário combater a expansão soviética no Terceiro Mundo que na altura apoiava o governo nacionalista afegão.
Depois com a invasão do Iraque volta-se o feitiço contra o feiticeiro e Bind Laden é considerado com o inimigo principal dos EUA, e, o resultado desta triste relação, é infelizmente conhecida de todos.
Hoje, é anunciado a sua execução por um comando dos EUA no Paquistão.

Descubra as diferenças.






Às vezes ficamos a pensar que no futebol acontecem coisas estranhas, será verdade?!

"Maio está na rua a luta continua"


Foram muitas as palavras de ordem contra o FMI e as políticas do Governo (como a que está em título deste post), que os manifestantes do 1º de Maio gritaram ontem durante o percurso na Av. Almirante Reis a caminho da Alameda, para ouvirem Carvalho da Silva dizer entre outras coisas que “quem suga os recursos do Estado não são os abonos de família ou os subsídios de desemprego. São negócios como o BPN e outros dos grandes grupos económicos. A nossa dívida externa é dívida privada”. E, ainda, o repudio e condenação dos patrões dos hipermercados, especialmente dos grupos Sonae e Jerónimo Martins, que tentaram romper a tradição para abrirem as suas lojas neste simbólico feriado.

domingo, 1 de maio de 2011

1º DE MAIO "DIA DO TRABALHADOR E DIA DA MÃE "




Que melhor identificação com o Dia da Mãe que o Dia do Trabalhador, senão vejamos: o Trabalhador é o pilar em que assenta o país, pois é dele o trabalho que faz girar a roda da vida enquanto que a Mãe é o pilar em que assenta a família, porque é ela qual formiguinha que trabalha dia e noite zelando pelo bem de todos e com a sua grande generosidade e o seu imenso amor faz da pequena palavra Mãe a maior que o mundo tem. Por tudo isto a minha homenagem neste dia aos Trabalhadores e às Mães de Portugal.

1º de Maio




Um bom 1º de Maio para todos,  amanhã estarei de volta.

(um beijinho grande para  todas as mães!)